Terça-feira, 17 de Maio de 2011
Ministério da Cultura oferece livros e CDs no Dia Internacional do Museu

O Ministério da Cultura (MC) anunciou esta terça-feira que vai distribuir livros, publicações e CDs de música clássica a quem visitar os seus museus e palácios no Dia Internacional do Museu, dia 18 de Maio.

 

Para comemorar esta data, todos os museus e palácios terão entradas gratuitas durante o dia de quarta-feira, nomeadamente, das 10 horas às 18 horas. Os visitantes terão ainda a possibilidade de participar nas várias actividades promovidas pelos espaços culturais.

Esta incitativa, que conta com o apoio da Direcção Geral das Artes (DGArtes), da Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas (DGLB) e da Secretaria-Geral do MC, surge depois do Ministério da Cultura ter oferecido dois mil livros no Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, no passado 23 de Abril. Segundo o comunicado do ministério, esta acção foi um grande sucesso e por isso terá agora seguimento.

 

"O Ministério da Cultura pretende, com esta política, desenvolver hábitos de leitura, promover a Língua Portuguesa e a democratização do acesso ao Livro e aos Museus e Palácios, e enraizar uma cultura de fruição quotidiana dos nossos espaços museológicos, estimulando o conhecimento e a cultura num contexto lúdico”, pode-se ler no comunicado.

 

Esta iniciativa vai acontecer nos seguintes museus de Lisboa e Vale do Tejo: Casa-Museu Anastácio Gonçalves, Museu de Arte Popular, Museu de Arte Contemporânea - Museu do Chiado, Museu da Música, Museu Nacional de Arqueologia, Museu Nacional de Arte Antiga, Museu Nacional do Azulejo, Museu Nacional dos Coches, Museu Nacional de Etnologia, Museu Nacional do Traje, Museu Nacional do Teatro, Palácio Nacional da Ajuda, Palácio Nacional de Mafra, Palácio Nacional de Queluz e o Palácio Nacional de Sintra.

 

No  Porto, apenas os visitantes do Museu Nacional Soares dos Reis receberão a oferta do MC, enquanto na região norte, o Museu dos Biscainhos e Museu D. Diogo de Sousa, ambos em Braga, assim como o Museu de Alberto Sampaio e o Paço dos Duques, em Guimarães, abrem as portas a esta iniciativa.

 

Fonte



publicado por Leituras e Letras às 20:06
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 3 de Maio de 2011
Realização de Actividade

Olá Caros Leitores!

 

Hoje realizámos uma actividade que tínhamos em atraso do período passado.

Esta consistia em promover o Livro Diário da Nossa Paixão. Para isso, distribuímos uma ficha sobre este e apresentámos um PowerPoint com excertos do livro. A turma escolhida para trabalhar foi do CEF.

 

A nossa próxima actividade é uma Feira do Livro que vai ser realizada na semana de 10 a 13 de Maio.

 

Tânia e Ana Rita



publicado por Leituras e Letras às 11:47
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 5 de Abril de 2011
Curiosidades Literárias

  • Provavelmente, o livro mais procurado da história é o Necronomicon, que não existe. Este livro aparece nos relatos de H.P. Lovecraft e foi escrito pelo árabe louco Abdul Alhazred. Apesar de tudo isto, existem múltiplas fichas de registo em bibliotecas de todo o mundo, mas nunca ninguém encontrou nenhum dos volumes originais da dita obra.
  • No Novo Testamento, no livro de São Mateus, está escrito “é mais facil um camelo passar pelo buraco de uma agulha que um rico entrar no Reino dos Céus”. O problema é que São Jerónimo, o tradutor do texto, interpretou a palavra “kamelos” como camelo, quando na verdade, em grego, “kamelos” são as cordas grossas com que se amarram os barcos. A ideia da frase permanece a mesma, mas qual parece ser a mais coerente?
  • A obra literária mais extensa do mundo é uma espécie de Bíblia da doutrina budista, tal como é praticada no Tibete. Compõe-se de duas partes: o Kandjur, que contém os preceitos em 108 volumes de mil páginas cada um; e o Tandjur, a interpretação desses preceitos, que se estende por mais 225 volumes.
  • Uma mulher foi a autora do primeiro romance literário de todos os tempos. Murasaki Shibiku, uma japonesa da classe nobre, escreveu no ano 1007 um livro chamado “A história de Genji”, que contava a história de um príncipe em busca do amor e da sabedoria. A pessoa que escreveu o maior número de romances na história também é uma mulher. Barabara Cartland é autora de nada menos que 723 romances, que venderam mais de um bilião de cópias em 36 idiomas, fazendo dela também a autora de romances mais vendida do mundo.
  • O livro mais antigo do mundo é o Y-Ching ou Livro dos Números dos chineses, hoje tão em moda entre os que acreditam em profecias e adivinhações. Muito tempo antes de Confúcio, já causava grandes controvérsias entre filósofos na China e também na Índia.

 

Fonte

 

Tânia



publicado por Leituras e Letras às 11:29
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 7 de Dezembro de 2010
Só para relembrar... Recolha de Livros

Como já é do vosso conhecimento, nós andamos a recolher livros de leitura na Escola e a pedir aos nossos visitantes, que têm livros que já não necessitem, para nos enviar. Os livros serão doados ao Hospital da nossa zona para que os doentes possam usufruir deles.

Mas como é que os nossos visitantes nos podem facultar os livros? Só têm que escrever um e-mail para leituraseletras.12e@sapo.pt e irá ser enviada a morada para a qual devem ser enviados.

 

Contamos connvosco!



publicado por Leituras e Letras às 12:33
link do post | comentar | favorito

Bem vindos!
Somos 5 raparigas do 12ºE do curso de Humanidades. Pretendemos com este blog divulgar o nosso projecto bem como mostrar-vos o desenvolvimento deste. Esperamos atingir o nosso objectivo: divulgar a leitura.
Desejamo-vos boas leituras!
Contacto
leituraseletras.12e@sapo.pt
pesquisar
 
arquivos